Notícias

Colégio Batista de Varginha coloca em risco a vida de professores, pais e alunos

comunicado-importante
Enviar por e-mail
Imprimir página Imprimir agora
Tamanho das letras A+ A-

O Sinpro Minas, preocupado em garantir a segurança e resguardar as vidas de professores/as, pais e estudantes do Colégio Batista de Varginha, denuncia a atitude da instituição de ensino de insistir em realizar atividades presenciais e pressionar professores/as e convidar pais e estudantes para participar delas.

Um exemplo é o segundo drive thru organizado pela direção do colégio, que ocorrerá no dia 11/8 (terça-feira), entre 11h30 e 14h, em comemoração ao Dia dos Estudantes.

A intenção da instituição de ensino é que, durante o drive thru, os alunos passem com suas famílias de carro em frente à escola para receberem uma lembrança em função da data.

Essa é a segunda vez, nesta pandemia, que a direção do Colégio organiza um evento como esse, em detrimento da saúde dos estudantes, pais e professores. Com isso, desrespeita o direito dos docentes ao isolamento social, colocando toda a comunidade escolar em risco diante da pandemia do novo coronavírus.

Vale destacar que os especialistas ainda recomendam o isolamento social como a medida mais eficaz para desacelerar a expansão da covid 19, sobretudo em regiões onde o número de casos está em ascensão, como em Minas Gerais.

O Sinpro Minas sabe da importância das atividades presenciais no ambiente escolar, mas entende que o retorno delas deva ocorrer somente depois que as autoridades da área da saúde no estado definirem, com respaldo científico, que o ambiente está seguro para a saúde do corpo docente e discente e de seus familiares.

Após receber denúncias, o Sinpro Minas notificou a escola acerca da irregularidade, mas a direção insiste em pressionar os docentes e convidar pais e alunos para participarem do evento.

Trata-se de uma postura no mínimo incoerente com os princípios divulgados pela instituição de ensino, que trabalha com valores religiosos e se diz cristã, mas não respeita a vida dos professores.

Dessa forma, o Sinpro Minas deseja contar com a compreensão dos pais e estudantes e reafirma que vai encaminhar todas as medidas cabíveis para proteger o direito dos professores à saúde e à vida, neste momento tão delicado pelo qual passa o país.

Comentários (0)

Deixe um comentário