Notícias

CTB e Sinpro realizam atividade em Pouso Alegre

WhatsApp Image 2019-04-12 at 11.36.23
Enviar por e-mail
Imprimir página Imprimir agora
Tamanho das letras A+ A-

Nesta quinta-feira, 11 de abril, aconteceu em Pouso Alegre, por solicitação do Sinpro Minas e CTB Minas, Audiência Pública sobre a Reforma da Previdência e os Impactos para os Trabalhadores. A atividade foi realizada na Câmara Municipal de Pouso Alegre. 

O evento contou com as exposições de Aerton Silva, diretor do Sinpro Minas, que trouxe uma explanação geral sobre os impactos da reforma proposta pelo Governo federal ao trabalhador: a crueldade para com os beneficiários mais pobres e também as mudanças penosas para os professores da rede privada.

Leandro Roberto de Paula Reis, advogado do Sipromag (Sindicato da Rede Municipal de Educação) apresentou as perspectivas para o servidor municipal, focando também nos impactos para a categoria docente.

Thiago Antônio Pereira Batista, Presidente da Comissão de Direito Previdenciário da 24° Subseção da OAB/MG, também fez uma exposição sobre os aspectos gerais da reforma, principais mudanças e o papel “social” da previdência.

O evento contou ainda com intervenções especiais do Coletivo Raiz de Baobá, representado por Pâmela Fernanda da Silva Vindilino, trazendo a perspectiva do trabalhador negro, sua condição de sub-valorização no mercado de trabalho tornando a reforma ainda mais impactante para um povo que já carrega sobre seus ombros uma história de exploração e desigualdade. O Coletivo Florescer, representado por Isabelle Maris Pelegrini, apresentou a perspectiva da mulher trabalhadora, como a proposta desconsidera suas duplas (ou triplas) jornadas, seu trabalho não registrado assim como as diferenças e penalidades impostas às trabalhadoras rurais.

O Sinpro Minas realizou, também, homenagens a dois professores que representaram a categoria por seu tempo de atuação na profissão docente: professora Ana Rosa Parreiras de Oliveira, com 29 anos de sala de aula, e o professor José Gláucio Teixeira Carneiro, que leciona há 36 anos. O Coletivo Raiz de Baobá e O Coletivo Florescer também foram homenageados na pessoa de suas representantes Maria Tereza de Andrade e Isabelle Maris Pelegrini.

*Com informações da sede de Pouso Alegre

Aerton

Comentários (0)

Deixe um comentário