Notícias

Ex-diretora do Sinpro Minas toma posse da nova reitoria da UEMG

01
Enviar por e-mail
Imprimir página Imprimir agora
Tamanho das letras A+ A-

Na manhã desta segunda-feira, 23 de julho, a professora e ex-diretora do Sinpro Minas Lavínia Rodrigues tomou posse da nova reitoria da Universidade Estadual de Minas Gerais – UEMG. O evento foi realizado na sede do Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais – BDMG. Como vice-reitor assumiu Thiago Torres, também professor da UEMG. Com a vitória dessa chapa, pela primeira vez há uma reitoria com representação de unidades da UEMG do interior, já que Thiago integra a Unidade de Frutal.

A chapa “Somos todxs UEMG” venceu com 83% dos votos e entre as propostas construídas estão a implantação do programa de reitoria itinerante, criação de uma Secretaria de assuntos comunitários, defesa e garantia da autonomia universitária, entre outras.

Em carta à comunidade acadêmica da UEMG, publicada junto ao Plano de Gestão 2018-2022, Lavínia e Thiago ressaltaram o caráter democrático desta construção: “Reafirmamos nossa convicção de trabalhar de forma coletiva, atentos à dimensão das transformações do nosso cenário, procurando meios de resistir e superar essa crise que estamos passando, na crença inconteste sobre a importância da universidade pública para a construção de um projeto de sociedade democrática, inclusiva e mais justa.”

A presidência e diretoria do Sinpro Minas estiveram presentes na cerimônia de posse como forma de prestigiar esse importante passo na trajetória de Lavínia, que há tantos anos está nas trincheiras por uma educação pública e de qualidade.

Mais sobre Lavínia Rodrigues:

Lavínia atua na área da educação há mais de 30 anos. Psicóloga com mestrado em educação, já pertenceu a conselhos de educação, atuou muitos anos como dirigente do Sinpro Minas, da FITEE (Federação Interestadual de Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino) e da CONTEE (Confederação Nacional de Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino).

No Sinpro Minas, Lavínia também apoiou em 2007, a criação da revista Elas por Elas, que passou a fazer parte das lutas do sindicato em apoio à emancipação feminina. Em 2012, foi a idealizadora da Comenda Clara Zetkin e a cada ano o Conselho Editorial da Revista faz a indicação de mulheres a serem homenageadas.

Atualmente é também coordenadora da Pós-Graduação Lato Sensu na FaE, membro do NDE – Núcleo Docente Estruturante do Curso de Pedagogia e integra o Núcleo de Estudos e Pesquisas sobre Formação de Professores, Trabalho Docente e Discurso Pedagógico.

Comentários (0)

Deixe um comentário