Notícias

IBS: descumprimento de direitos persiste em 2020

Fachada do prédio da Fundação Getúlio Vargas/IBS Belo Horizonte MG. 02/03/2012. FOTO ÉLCIO PARAÍSO/BENDITA
Enviar por e-mail
Imprimir página Imprimir agora
Tamanho das letras A+ A-

A Faculdade IBS vem descumprindo a CLT e CCT da categoria, no que diz respeito aos pagamentos dos salários e recolhimento do FGTS. São mais de 8 salários em atraso de todos os professores da instituição.

Foram realizadas assembleias com os professores, no final do ano de 2019, bem como reuniões com a direção na tentativa de fazer com que a instituição regularizasse toda a situação.

Porém, em total desrespeito aos professores, não houve transparência nos diálogos com a direção da instituição. Ainda na última assembleia dos professores, realizada do final do ano de 2019, os professores queriam paralisar suas atividades, mas não o fizeram única e exclusivamente com o objetivo de finalizar o semestre letivo em respeito aos estudantes.

No início de janeiro de 2020, foi convocada uma assembleia para o dia 04 de fevereiro com a finalidade de deliberações e encaminhamentos, no entanto na assembleia foi informado que a escola havia suspendido as aulas neste semestre.

Dessa forma, o Sinpro tomará todas a providências legais cabíveis em favor dos professores.

Foto: Fachada IBS/FGV do portal da IBS

Comentários (0)

Deixe um comentário