Notícias

Jornada contra a mercantilização da educação

bannerunecontee
Enviar por e-mail
Imprimir página Imprimir agora
Tamanho das letras A+ A-

Em Jornada contra a Mercantilização da Educação, Contee, Sinpro Minas, UNE, UEE-MG e UMES fazem panfletagem em instituições de ensino superior privadas de Belo Horizonte e região metropolitana.

O coordenador-geral da Contee, Gilson Reis, participou de panfletagem ontem (13) na porta da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC Minas), juntamente com dirigentes do Sinpro Minas e representantes da União Nacional dos Estudantes (UNE), da União Estadual de Estudantes (UEE-MG) e da UMES (União Municipal de Estudantes Secundaristas). A ação faz parte da Jornada contra a Mercantilização e em Defesa da Educação, lançada pela Confederação e pela UNE,  com o lema “Educação não é mercadoria”.

“A panfletagem na PUC Minas tem um sentido simbólico, por ser a maior instituição de ensino superior do estado e por ter demitido inúmeros trabalhadores e trabalhadoras neste início de ano letivo. A PUC, que diz prezar pela qualidade educacional, age do mesmo modo que instituições que não têm nenhum compromisso com a qualidade da educação”, destacou Gilson.

A princípio, a jornada se encerraria no dia 2 de março, mas foi prorrogada devido a relevância do tema e urgência da luta. Segundo Gilson Reis, “essa campanha é estratégica e deverá se ampliar ao longo do próximo período”. “A relação entre Contee e UNE é de unidade entre duas entidades que lutam por uma educação que supere s mercantilização numa perspectiva transformadora”, enfatizou.

 PUC Coração Eucarístico

PUC Coração Eucarístico

29214604_10156158577531506_8568295215322890240_n

Estácio de Sá

WhatsApp Image 2018-03-13 at 19.04.27

PUC Betim

WhatsApp Image 2018-03-14 at 12.29.48

Uni-BH

A ação perdurará por toda a semana na região metropolitana de Belo Horizonte.

A Jornada contra a Mercantilização e em Defesa da Educação Pública visa a mobilizar estudantes, professores, auxiliares e técnicos administrativos na luta contra a reforma trabalhista, as demissões em massa nos estabelecimentos de ensino superior — como as ocorridas no fim do ano passado — e o comércio educativo no país.

UNE, Contee e as entidades filiadas à Confederação e aos movimentos estudantis têm distribuído, na porta de instituições de ensino superior (IES) estratégicas, um panfleto para esclarecer a sociedade sobre a necessidade de defesa da educação como setor estratégico para o desenvolvimento soberano no Brasil. O documento, disponível para download no Portal da Contee, retoma também a luta em prol da criação do Instituto Nacional de Supervisão e Avaliação da Educação Superior (Insaes), uma reivindicação da Contee e da UNE cuja tramitação se encontra paralisada desde 2015 no Congresso Nacional.

Com informações do Portal da Contee: www.contee.org.br

Comentários (0)

Deixe um comentário