Notícias

Região Nordeste: assembleia no dia 16/04 vai discutir a campanha reivindicatória

site-nordeste
Enviar por e-mail
Imprimir página Imprimir agora
Tamanho das letras A+ A-

O Sinpro Minas convoca todos os professores/as para uma assembleia no dia 16 de abril, às 9 horas, em Governador Valadares (Rua Quintino Bocaiúva, 786), para discutir os encaminhamentos da campanha reivindicatória 2016. Em Teófilo Otoni, a assembleia será realizada no dia 16/04, às 9h, no Sind-UTE/MG: rua Júlio Costa, nº 13, centro, Teofilo Otoni/MG.

O Sinpro Minas participou de mais uma rodada de negociação com o Sinepe/Nordeste, no dia 29/03, quando o patronal reafirmou o índice de reajuste salarial de apenas 7%. A inflação medida pelo INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor) acumulada para a data-base de fevereiro é de 11,31%. Portanto, os 7% oferecidos pelo patronal não são suficientes nem mesmo para recompor as perdas inflacionárias do salário dos professores. Além disso, a reivindicação da categoria é aumento real de salário.

O Sinepe/Nordeste quer impor aos professores um reajuste salarial abaixo da inflação para começar a discutir os demais pontos da pauta. Isso é inaceitável. O Sinpro Minas tem uma posição firme em defesa dos interesses dos professores e não aceita a postura de intransigência do patronal.

O Sindicato dos Professores reitera que não negocia índices abaixo da inflação. É importante frisar que os reajustes das mensalidades escolares são fixados todos os anos acima da inflação – esse ano, a mensalidade aumentou em média 12%. Ou seja, o patronal sempre chama para si o bônus do contexto político e econômico e impõe aos trabalhadores o ônus.

Participe das assembleias da campanha reivindicatória!

Sou professor/a, tenho valor!

Mais informações pelo telefone (33) 3271-2458 ou pelo email: governadorvaladares@sinprominas.org.br

Assembleias de professores 

16 de abril, às 9 horas

Governador Valadares 

Local: Rua Quintino Bocaiúva, 786 – Gov. Valadares

Teófilo Otoni 

Local: Sind-UTE/MG: rua Júlio Costa, nº 13, centro, Teofilo Otoni

Comentários (4)

  1. Verdade, Alexandre. O sinpro parece uma filial do pt. Enquanto isso, só nós professores sabemos o que acontece dentro das escolas, por exemplo, perda de direitos.

  2. Eu não sou petista e nem de nenhum outro partido, sou professora, nasci e cresci na favela (antes de me chamarem de coxinha) e não apoio esse apoio a presidente e nem ao PT.

  3. O Sindicato dos Professores tem uma diretoria que tem uma carta programa. Fomos eleitos por mais de 90% dos votos válidos com esta carta programa que defende a democracia. Não tomamos posições de partidos e sim a defesa da funcionalidade e a harmonia das instituições democráticas. E isso é função de qualquer entidade de classe que seja realmente classista. Deixar ruir as instituições democráticas é deixar ruir os direitos trabalhistas e um sindicato tem que se posicionar. Paralelo a isso, correm as nossas lutas específicas da categoria. Participem das assembleias.

  4. Esse sindicato pertence a nos professores e nao do pt.Tenham mais respeito , tem muitos professores que nao sao como voces petistas doentes

Deixe um comentário