Notícias

Sinpro manifesta repúdio à declaração do deputado João Leite

ARTE
Enviar por e-mail
Imprimir página Imprimir agora
Tamanho das letras A+ A-

O Sinpro Minas manifesta sua indignação e repúdio contra as acusações feitas pelo deputado estadual João Leite (PSDB), nesta quarta-feira, 22/11, no plenário da Assembleia Legislativa, contra a Frente Nacional Contra a Censura (FNCC).

A Frente criada na terça-feira, 21, no Palácio das Artes em Belo Horizonte, visa o combate à censura e a defesa das artes e da liberdade de expressão no país, e é composta por artistas de todas as áreas, movimentos sociais, grupos de mulheres, sindicatos, parlamentares de esquerda, jornalistas, professores, produtores culturais, estudantes etc. A Frente se apresenta como uma resposta às inúmeras tentativas de grupos moralistas e fascistas, que apoiaram o golpe de 2016 (como o Movimento Brasil Livre – MBL), de censurar várias iniciativas artístico-culturais em todo o país, nos últimos meses.

O deputado João Leite, como parte deste movimento conservador, atacou gravemente todas as pessoas da Frente quando, em plenário, chamou seus participantes de “pedófilos”. Usando do seu espaço privilegiado, o parlamentar fez acusações falsas e graves que merecem o repúdio de todos aqueles que lutam pela democracia e pela liberdade.

O Sinpro, como membro da Frente Nacional Contra a Censura, vem a público manifestar sua indignação com a posição do parlamentar e reafirmar que não aceitará acusações infundadas e nem a censura que quer retirar o direito de expressão e manifestação do povo brasileiro.

#CensuraNuncaMais #ArteLivre

Sinpro na luta contra a censura e pela democracia!

Comentários (0)

Deixe um comentário