Notícias

Sinpro Minas vai promover oficina de primeiros socorros

WhatsApp Image 2020-01-30 at 16.15.56
Enviar por e-mail
Imprimir página Imprimir agora
Tamanho das letras A+ A-

O Sinpro Minas vai promover, em março, uma oficina de primeiros socorros, destinada a professores do setor privado de ensino e a demais interessados.

Com duração de quatro horas, a oficina vai ser realizada na sede do sindicato, em Belo Horizonte (Rua Jaime Gomes, 198 – Floresta), em quatro datas. Quem se inscrever deve optar por UMA delas:

. 9 de março, das 18h às 22h;

. 13 de março, das 18h às 22h;

.14 de março, das 8h às 12h ou

. 21 de março, das 8h às 12h.

A inscrição é gratuita para professores sindicalizados ao Sinpro Minas, e as vagas são limitadas a 15 alunos por turma.

Para não sindicalizados e demais interessados, o custo é de R$ 80,00. Ao final da oficina, os participantes receberão um certificado.

Para se inscrever, basta encaminhar um e-mail para sinprominas@sinprominas.org.br, com nome completo, telefone, data escolhida e número da carteira de sindicalizado.

A oficina vai ser ministrada pelo enfermeiro e professor Robson Lincoln, que possui experiência de 20 anos em urgência e emergência: Serviços de Atendimento Móvel de Urgência (Samus) de Belo Horizonte e de Itaúna, Hospital das clínicas da UFMG, Centros e Unidades de Tratamento Intensivo, em transporte aeromédico, entre outros locais.

Robson também é professor do curso de pós-graduação da PUC Minas em urgência e emergência e em trauma adulto, pediátrico e neonatal, do curso de pós-graduação de cardiologia e hemodinâmica da Escola de Enfermagem da UFMG, e dos cursos de graduação em Enfermagem, Fisioterapia e Educação Física da Faculdade Pitágoras.

Oficina prática
A oficina tem o objetivo de capacitar os professores a prestar os primeiros socorros aos estudantes em situações de emergência. De acordo com o professor Robson, o curso será essencialmente prático e abordará temas como prevenção de engasgo e manobra de desengasgo, atendimento a parada cardiorrespiratória, a traumas na cabeça e membros e a situações como crise convulsiva ou de asma, desmaio, trauma dental, entre outras.

Lei Lucas
A oficina está em consonância com a lei 13.722, aprovada em outubro de 2018, que obriga a capacitação em noções de primeiros socorros de professores e funcionários de escolas públicas e particulares da educação infantil e básica em todo o país.

A proposta recebeu o nome de Lei Lucas, em homenagem ao estudante Lucas Begalli Zamora, de 10 anos, que morreu em setembro de 2017, depois de se engasgar com um lanche durante um passeio escolar. O caso aconteceu em Campinas (SP).

Desde então, Alessandra Zamora, mãe do menino, iniciou um movimento pela obrigatoriedade de que cursos de primeiros socorros sejam ofertados a funcionários e professores.

Comentários (0)

Deixe um comentário