Notícias

Sinpro repudia tentativa de censura por parte de deputados federais mineiros

censura copy
Enviar por e-mail
Imprimir página Imprimir agora
Tamanho das letras A+ A-

O Sinpro Minas repudia de forma veemente a tentativa de censura por parte dos deputados federais mineiros Newton Cardoso Júnior, Raquel Muniz e Jaime Martins.

Os parlamentares, que votaram a favor da reforma trabalhista e já se posicionaram favoralmente à da Previdência, acionaram a Justiça para impedir a divulgação da campanha de esclarecimento “Se votar, não volta!”.

Encaminhada pelas centrais sindicais, a campanha tem o objetivo de informar à população a posição dos parlamentares de todo o país acerca da reforma da Previdência, cuja proposta apresentada pelo governo Temer traz inúmeras perdas para todos os trabalhadores brasileiros e coloca em risco a existência do sistema previdenciário.

Essa proposta está prevista para ser apreciada pelos partamentares no Congresso Nacional no final deste mês.

A postura desses deputados federais, inequivocadamente antidemocrática, demonstra a falta de compromisso com o povo mineiro.

Revela, ainda, uma flagrante contradição com o cargo em que ocupam, já que, como representantes eleitos pelos cidadãos, devem saber que todos têm o direito de conhecer quais são suas posições acerca de temas relevantes em debate na sociedade.

Dessa forma, o Sinpro Minas reitera o seu repúdio a mais essa tentativa de censura e reafirma o seu compromisso com a luta por melhores condições de vida de todos os trabalhadores e trabalhadoras brasileiros.

#sevotarnãovolta

Comentários (0)

Deixe um comentário