Notícias

TRT faz proposta de conciliação para a CCT do Sudeste

dissídio-sudeste-site
Enviar por e-mail
Imprimir página Imprimir agora
Tamanho das letras A+ A-

Nesta segunda-feira, 25 de julho, aconteceu, no Tribunal Regional do Trabalho 3ª região, a primeira reunião de conciliação do dissídio coletivo ajuizado pelo Sinpro Minas contra o Sinepe/Sudeste, diante do impasse na campanha reivindicatória de 2016.

Os representantes do Sinepe/Sudeste alegaram dificuldades financeiras e reapresentaram a proposta de reajuste salarial de 6,5%. O Sinpro Minas, representado pela presidenta Valéria Morato e pela diretora Celina Arêas, reafirmou a pauta de reivindicações que prevê o reajuste pelo INPC do período acrescido de 3% de aumento real e argumentou que as mensalidades escolares foram corrigidas acima da inflação.

Após conversas separadas com as partes, a desembargadora instrutora Emília Facchini propôs, para a conciliação, que o reajuste salarial para a data-base de 1º de fevereiro seja de 11,31% (INPC), sendo 7% em fevereiro/2016 e 4,03%, em setembro/16. Para a data-base 1º de março/16, a proposta é 11,07% (INPC) de reajuste salarial, sendo 7% em março/16 e 3,8% em setembro/16. Propôs, ainda, que as diferenças salariais retroativas a ambas datas-base sejam pagas em 3 parcelas nos meses de agosto, setembro e outubro/16, além da manutenção da última Convenção Coletiva de Trabalho.

As partes deverão submeter a proposta às suas instâncias decisórias e informarão nos autos o resultado até 10 de agosto. A próxima reunião entre o Sinpro Minas e o Sinepe/Sudeste foi agendada para o dia 3 de agosto.

Comentários (0)

Deixe um comentário