Com ajuda de Freud: da amamentação à formação do ego | SINPRO MG | Sindicato dos Professores do Estado de Minas Gerais representa os docentes do setor privado de ensino e conta hoje com uma base de cerca de 80 mil professores.

Rádio Sinpro Minas

Escute a rádio Sinpro Minas - AO VIVO
amamentando-com-problemas-nos-seios-foto-grisguerra-pixabaycom-0000000000017C88

Com ajuda de Freud: da amamentação à formação do ego

O bebê vai, paulatinamente, registrando que, ao berrar, consegue que se aproxime dele um alívio para seus maus estares. A mãe, ao ouvir o bebê, acredita e nomeia o berro como “choro”, criando um estatuto de comunicação a esta resposta motora do filho.

Depois de muitos atendimentos da mãe ao choro do bebê, este faz uma marca cerebral de que,  ao chorar,  uma ajuda aproxima-se. Então, começa a diferenciar dentro e fora, ele e outro, e devido a esta diferenciação, no seu próximo mal estar não berra, mas ranheta. A mãe, ao ouvir os gemidos, entende que ele a está chamando da mesma forma que quando chorava. Mas o dispêndio interno do bebê é menor. E assim, adquirem-se os rudimentos da linguagem, primeira função de contenção interna. Este é o tema desenvolvido pela psicanalista Eliane de Andrade.

Comentários (0)

Deixe um comentário